Disco Quebrado

Zé Fortuna & Pitangueira

Compositor: Não Disponível

Esse disco tá quebrado vocês logo vão notá
Bem no começo do verso a agulha vai pulá
Seu burro, seu burro, seu burro,
Seu burro escapou na estrada, por isso eu vim lhe avisá
Cachorro, cachorro, cachorro,
Cachorro eu soltei no rasto para seu burro encontrá.

O defeito mais horrível neste verso tá gravado
Você pode se ofendê mas a culpa é do trincado
Oh sujo, oh sujo, oh sujo, oh sujeito sofredor
É o filho da nhá bastiana
A tua, a tua, a tua, atualmente o coitado só come pão com banana

Outro defeito no disco você já vai percebe
Se saí um palavrão, você não vai se ofendê
Seu zebra, seu zebra, seu zebra, seu zé braulino foi preso
Porque brigou no arraiá,
Cocera, cocera, cocera, co serafim, só por causa
Da fia do vardemá.

Oh, disquinho mais errado seu quebrado não tem jeito
Neste derradeiro verso é que tá o pió defeito
Eu rasgo, eu rasgo, eu rasgo, eu rasgo teu retratinho
Pra poder te esquecer
Cadave, cadave, cadave, cada vez que olho nele
Eu me lembro de você.

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital