Senhora Aparecida

Zé Fortuna & Pitangueira

Compositor: Não Disponível

Oh, senhora aparecida
Que por deus foi escolhida
Padroeira do brasil.
Em todo o lar é adorada
Entre as flores conservada
Num manto azul cor de anil.

Desde o palácio enfeitado
Até o rancho abandonado
Lá nos confins do sertão
Existe a imagem querida
Da senhora aparecida
Dando a todos proteção.

És a luz dos viajantes
Que estando do lar distante
Numa oração diz assim:
Oh, senhora aparecida
Olhai minha mãe querida
Que está bem longe de mim.

Um prisioneiro fechado
Vendo o céu por entre as grades
Lembrando o destino seu
Diz com uma voz comovida:
Oh, senhora aparecida
Perdoai os erros meus.

Um navegante isolado
Sobre os mares arrastado
Pela fúria de um tufão
Só em teu nome bendito
Que é a esperança dos aflitos
Ele encontra a salvação.

Quantas mães junto ao bercinho
Vendo morrer o filhinho
Seu santo nome ela chama
E a senhora aparecida
Devolve de novo a vida
Ao filhinho que ela ama

Um doente agonizando
Quando seus olhos parando
Cobrir-se de um negro véu
Chamando seu nome santo
Envolvido no seu manto
Ele subirá para o céu.

Eu sendo um simples artista
A procura de conquista
Vou pela estrada da vida
Mas carrego com confiança
A imagem da esperança
Da senhora aparecida.

Quando encontro algum fracasso
Ou me domina o cansaço
Eu aperto a sua imagem
E a minha fé decidida
Da senhora aparecida
De novo me dá coragem.

Oh, senhora aparecida
És a sublime guarida
De quem no mundo padece
Como a estrela matutina
Que a noite escura ilumina
Quando no céu aparece

Oh, senhora aparecida
Tu és a estrada florida
Que nos leva aos pés de deus
Porque todas as estradas
Se encontram na encruzilhada
Que é a cruz dos braços seus.

Por isso a nossa gente
Raça sublime e valente
Por ninguém será vencida
Porque com fé adoramos
E em nossas preces chamamos
Oh, senhora aparecida.

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital