Saí Pra Lá, Muié

Zé Fortuna & Pitangueira

Compositor: Não Disponível

Todos os noivinhos antes de casá
É meu amor de cá, é meu amor de lá
Depois que se casam começa o tropé
- sai pra lá, marido!
- sai pra lá, muié!

Quando namoram ele diz : meu amorzinho
Eu sou pobre e não sei como vou poder te sustentar.
Ela responde: os teus beijos me alimentam,
Os teus braços me esquentam, nem precisa agasalhar.
Quando se casam ela grita: oh, vagabundo,
Tô passando tanto frio que já tô ficando azul.
Eu tava bem na casa da minha mãe
E agora eu não sou porca pra viver comendo angu.

Quando namoram passeando no jardim
Tão juntinho, agarradinhos, mais parece um corpo só.
Bem carinhoso ele diz: eu não sei como
Vou poder viver distante de você, meu pão-de-ló.
Quando se casam ele anda lá na frente
E a muié cheia de filhos vem um quarteirão atrás
Ainda ele grita: anda logo, moleirona
É a preguiça que te mata ou já tá acabando o gás.

Quando namoram no escuro lá da esquina
Ela diz: por que será que a lua se escondeu?
Ele responde: é que a lua envergonhada
Se escondeu enciumada do fulgor dos olhos teus.
Quando se casam ela diz: por que será
Que a lua atrás das nuvens, foi de novo se esconder?
Ele responde: sua burra, não tá vendo
Que o tempo tá mudando, não demora prá chover?

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital